fbpx
Extrusão ortodôntica de caninos retidos: como lidar com o insucesso

Extrusão ortodôntica de caninos retidos: como lidar com o insucesso

Compartilhar

Caninos retidos: artigo aborda limitações do tratamento ortodôntico de um paciente classe I, mesiofacial e com diastemas na região anterior.

AUTORES

Fernanda Torterolli Tecchio
Aluna do programa de pós-graduação em Ortodontia – Universidade Federal do Paraná.
Orcid: 0000-0003-3194-8657.

Ubiratan D’oro Junior
Especialista e mestre em Dentística Restauradora – Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo.
Orcid: 0000-0003-2142-3451.

Renata Feres
Mestra em Ortodontia e doutora em Odontologia, professora do programa de pós-graduação em Ortodontia – Universidade Federal do Paraná.
Orcid: 0000-0001-5435-6836.

Marco Antonio L. Feres
Professor doutor titular responsável pela disciplina de Ortodontia, coordenador do programa de pós-graduação em Ortodontia – Universidade Federal do Paraná.
Orcid: 0000-0003-1403-110X.

RESUMO

A impactação e a anquilose são consideradas distúrbios da erupção dentária e dificultam o tratamento ortodôntico quando o tecido mole e o tecido duro são levados em consideração. Elas tornam o tratamento ainda mais complexo quando o paciente em questão está em fase de crescimento. Dentre as opções de tratamento, a extração de dentes anquilosados ou impactados pode ser uma alternativa que traz a necessidade de próteses, enquanto a exposição com tração ortodôntica pode manter a estrutura óssea e o dente, buscando a melhoria estética. Os objetivos deste artigo são: 1. Relatar o tratamento clínico ortodôntico de um paciente classe I, mesiofacial, com diastemas na região anterior, projeção dos incisivos superiores, pré-molar superior direito com alteração de posição e necessidade de tracionamento do canino superior direito através de exposição cirúrgica; 2. Abordar as limitações e dificuldades de tratamento ortodôntico. Foram utilizadas diversas formas de mecânicas para o tracionamento do canino superior direito, porém não houve sucesso (caninos retidos). Os resultados foram limitados, com os pré-molares na posição funcional, porém a posição do canino superior direito manteve-se na região gengival vestibular, com aceitação por parte do paciente. Concluiu-se que, apesar de todos os esforços clínicos, na Ortodontia podemos nos deparar com o insucesso e é fundamental saber lidar com este fato.

Unitermos – Ortodontia; Má-oclusão; Tomografia computadorizada de feixe cônico; Dente impactado.

ABSTRACT

Impaction and ankylosis are considered disturbances of dental eruption and complicate orthodontic treatment when soft tissue and hard tissue are taken into account. They make treatment even more complex when the patient in question is in the growth period. Among treatment options, extraction of ankylosing or impacted teeth may be an alternative that requires need for prosthodontic work, while exposure with orthodontic traction can maintain bone structure and teeth, seeking an improvement in aesthetics. The goals of this article are: 1) to report the orthodontic clinical treatment of a mesiofacial Class I patient with anterior diastemas, projection of the upper incisors, right upper premolar with position change and need for direct upper canine extrusion through surgical exposure; 2) how to approach the limitations and difficulties of the orthodontic treatment. Several mechanics were used for traction of the right upper canine, but there was no success. The results were limited, with premolars in the functional position, but the right upper canine remained up in the buccal gingival region, with patient acceptance. Concluding: beyond all clinical efforts in Orthodontics we may experience failure and it is important to deal with this fact.

Key words – Orthodontics; Malocclusion; Cone-beam computed tomography; Tooth impacted.

Recebido em set/2019
Aprovado em set/2019

Confira outros artigos científicos publicados na revista OrtodontiaSPO.

Fechar Menu