fbpx
Align apresenta novo sistema de imagem no Ciosp
iTero Element 5D Imaging System. (Imagem: divulgação)

Align apresenta novo sistema de imagem no Ciosp

Compartilhar

O sistema iTero Element 5D é o primeiro scanner intraoral com tecnologia de imagem NIRI que examina a estrutura interna de um dente em tempo real.

A Align Technology anunciou, em primeira mão nas Américas, o lançamento do iTero Element 5D Imaging System, que fornece uma nova abordagem clínica, fluxos de trabalho e experiência do usuário. O novo scanner intraoral foi o destaque da empresa no Ciosp – Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo – tradicional evento de Odontologia que aconteceu entre os dias 29 de janeiro e 1o de fevereiro no Expo Center Norte, em São Paulo.

Segundo a Align, o iTero Element 5D é o primeiro scanner intraoral com tecnologia de imagem NIRI (near-infrared imaging) que examina a estrutura interna de um dente em tempo real, auxiliando na detecção de cáries interproximais. Além disso, também é o primeiro sistema de imagem dental integrado que grava simultaneamente 3D, cor intraoral e NIRI, e permite a comparação ao longo do tempo usando o iTero TimeLapse.

Para Renato Mussa, diretor clínico da Align Technology América Latina, o lançamento traz a tecnologia para dentro do dia a dia do especialista. “Com a tecnologia NIRI, o iTero passa a ser uma plataforma de imagem, uma plataforma digital que integra cirurgião-dentista, laboratório e paciente. O especialista passa a diagnosticar de forma mais simples, assim como faz o acompanhamento. Além disso, o paciente visualiza todo o processo, ainda na cadeira, facilitando a comunicação com o profissional e abrindo novos caminhos para o tratamento”, explica.

Invisalign

Além do iTero, a linha de alinhadores transparentes Invisalign também foi destaque no estande da Align no Ciosp. E com novidades. Segundo Renato Mussa, novos recursos serão adicionados ao sistema, especialmente na expansão de arcada dentária e na intrusão de dentes. “Os movimentos mais limitados dos alinhadores ficarão mais previsíveis ainda. Os profissionais vão terminar os casos mais rapidamente, e sem pedir uma segunda linha de alinhadores”, pontua.

Outra novidade fica por conta da maior utilização do banco de dados da empresa, através da inteligência artificial. “A Align usou o seu banco de dados, com mais de sete milhões de casos tratados, e está perguntando para o ortodontista: ‘onde vocês querem que melhore?’ E, com esses dados, é possível saber o que foi programado, qual foi o resultado final e, naturalmente, onde corrigir”, finaliza o diretor clínico.

Fechar Menu